15 de set de 2013

Seminário alusivo a mais um ano de existência do FERERJ

  Estamos de parabéns pela realização e pelo sucesso (apesar das lutas) do Seminário Avanços e Entraves para a Efetivação e Continuidade das  Políticas Reparatórias Étnico-raciais, alusivo à celebração de mais um ano de existência do Fórum Permanente de Educação e Diversidade Étnico-Racial do Jaboatão dos Guararapes- FERERJ, no último dia 06 de setembro, na Casa da Cultura.  

  O  Evento contou com a participação do Deputado Federal Paulo Rubem Santiago como palestrante, além dos Fóruns de Educação e Diversidade Etnicorracial das Cidades de Moreno e do Cabo de Santo Augustinho, da Secretaria Executiva de Educação do Município e do Sindicato dos Professores de Jaboatão dos Guararapes- SINPROJA, entre outros. Agradecemos a presença de todos e todas.

  Para a realização desse Seminário contamos com o apoio de Professores e Professoras da Rede Municipal de Ensino,  do SINPROJA, Editora Global, Secretaria de Educação  e Secretaria de Cultura do Município,  Maracatu Baque Forte, Escola Luiz Lua Gonzaga, Casas do Bolo e Instituto Histórico de Jaboatão. São pessoas, instituições  e empresas as quais dirigimos nossos sinceros agradecimentos.

  Na ocasião o FERERJ anunciou para novembro a Cerimônia de Entrega do Prêmio Professora Expedita Helena de Qualidade  da Educação das Relações Etnico-raciais, cujo edital estará chegando às escolas estaduais, municipais e privadas no município, ainda no mês de setembro; além de  expressar seus pleitos às representações governamentais que se fizeram presentes.

 O objetivo do evento foi discutir, para além do Mês da Consciência Negra ( pois quem  é negro, o é todos os dias de sua vida), políticas que via de regra surgem nos governos, chegam a ter seu brilho e valor, inclusive político, para determinadas gestões, mas que paulatinamente, se não forem relembradas e reivindicadas  sobre sua constante efetividade, tendem a ser relegadas ao  enésimo plano ou ao "esquecimento" , mesmo no segundo país do mundo com maioria populacional   com fenótipo negro.

  Além da discussão, mencionamos as propostas com recorte étnico-racial que apresentamos na conferência Municipal de Educação e que remetemos para as conferências estadual e nacional, apresentamos também as propostas para  futuras Diretrizes Municipais de Educação das Relações Etnicorraciais, que vimos construindo nas formações dos professores e nas discussões das reuniões do FERERJ, que acontecem ordinariamente, toda primeira sexta -feira de cada mês e que são abertas ao público. 

   Tudo isso porque temos a compreensão de  que precisamos não nos esquecer de quem somos e da atual situação da maioria populacional desses país, inclusive avaliando e cobrando das instâncias de poder, legitimadas também pelo nosso voto, que nos atendam em nossos pleitos, remetentes a uma  dívida histórica, cujo processo de buscas de direitos, com registros, se inicia na década de 30.

   Precisamos lembrar que a ausência ou ineficiência de políticas públicas reparatórias etnicorraciais, ainda nos faz conviver com o genocídio da população jovem  negra, com mulheres negras e indígenas, como as maiores vítimas de morte no parto, não poucas vezes pela ausência de um pré-natal; além de um  sistema educacional que precisa oferecer, urgentemente, qualidade educacional, não  só na melhoria das condições físicas das escolas públicas e acesso às tecnologias, mas principalmente na qualidade do ensino, baseado de fato não apenas no acesso à escola, mas principalmente à permanência com sucesso, que ao nosso ver, envolve a valorização  humana, a Educação em Direitos Humanos e o respeito às diversidades, presentes também  na escola. 
   Estas são algumas das razões que justificam a nossa presença no no município e  para a existência dos Fóruns ERER existentes em todo o Brasil, pluriétnico e multicultural.


Vejam algumas imagens do Evento:


 Maximina França, professora da Rede  e representante da SEE  no FERERJ, falando sobre da importância  da existência dos Fóruns  ERER nos municípios e sobre as ações que o Fórum vem desenvolvendo em Jaboatão. Na mesa, da esquerda para a direita: as companheiras de caminhada: Ana Maria da Conceição ( representante do  Coletivos de Mulheres de Jaboatão no Fórum) e Neide Silveira ( representante do SINPROJA)

 Daisy Quirino, Professora da Rede Municipal  e componenteatuante do FERERJ

 Eliane  Crema, representante da Editora Global



 Suely, representante do Fórum de Educação Etnicorracial do Cabo de Santo Augustinho, mencionando sobre como vem se desenvolvendo a efetivação das políticas de Educação das Relações Etnicorraciais  do Município.
 Representante do Fórum de Educação e Diversidade Etnicorracial de Moreno


 Deputado Paulo Rubem, palestrando sobre a temática.


 Professora Damaris Flor, atual responsável pela execução das ações de Educação em Direitos Humanos na SEE
Josinete,  Gestora da Escola Luiz Lua Gonzaga



    Edilene Soares,Superintendente de  Ensino da SEE


 Apresentação da Corte   do Maracatu da Escola Luiz Lua Gonzaga, junto com Levi Maraca, representante do Centro Espírita São Gerônimo

 Uma vista panorâmica da apresentação

 Professora Eulina Maciel, representante do Instituto Histórico de Jaboatão, declamando um poema sobre a temática etnicorracial.


Hora de  catar parabéns ...
 Destacamos ainda nesta foto alguns (as) outros (as) as componentes do FERERJ, não mencionados em outras fotos: Representante da Educação Infantil no FERERJ: Geiza Cavalcante Brasil ( quinta pessoa da direita para a esquerda, bastante atuante no Fórum); Jamesson - representante do Maracatu Baque Forte, próximo à Neide Sillveira  e Arlete Roma- representante das supervisoras escolares- 7ª  pessoa da esquerda para a direita)

Muuuuuuuuitos anos de vida!!!.



 Ronildo Oliveira, representante do Conselho Municipal de Educação  e do Conselho do FUNDEB no FERERJ.


Apresentação dos Estudantes da Escola Luiz Lua Gonzaga: Canto das Três  Raças( Clara Nunes)

AGUARDEM MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O QUE FOI APRESENTADO COMO AÇÕES E PROPOSTAS E MAIS IMAGENS.

Agradecemos o seu acesso e solicitamos que deixe para nós um comentário.
Um negro-forte abraço.




Nenhum comentário:

Postar um comentário